Tudo Sobre Sapatilha de Ballet Meia Ponta

pernas e pés de ballet com sapatilha meia ponta

 

A sapatilha de ballet pode parecer ser um calçado bem simples, mas a verdade é que ela esconde vários segredos. Se você é uma mãe de bailarina e quer comprar uma sapatilha para sua filha sem medo de errar, a gente criou este guia contendo tudo o que você precisa saber para fazer a escolha certa!

PONTA VS. MEIA PONTA

Primeiro, vamos às definições: existem dois tipos de sapatilhas de ballet: a sapatilha de ponta e a sapatilha meia ponta.

A sapatilha de ponta é aquela em que a bailarina sustenta todo o seu corpo apenas pela pontinha do pé. É o tipo de sapatilha mais conhecido e amado pelas bailarinas.

A sapatilha meia ponta é o modelo em que é possível levantar o calcanhar mesmo estando com os dedos do pé apoiados no chão. Sabe quando você vai pegar alguma coisa na prateleira mais alta e está com preguiça de subir na escada? Nessas horas nós invocamos a bailarina que há dentro de cada uma de nós para subir na meia ponta.

Neste guia nós vamos falar especificamente da sapatilha de meia ponta.

 

QUAL TAMANHO ESCOLHER?

Este é normalmente o primeiro impasse que deixa as mães de crianças inseguras. Na verdade você não pode escolher o mesmo número de calçados que a bailarina usa! O motivo, na verdade são vários:

1) A fôrma da sapatilha é menor do que as fôrmas usadas na fabricação de outros calçados, então você precisa de uma sapatilha com numeração maior.

2) Quando você lava a sapatilha e deixa secar, ela provavelmente vai encolher um pouco. Então você precisa compensar essa diminuição

3) Principalmente para crianças, que estão em fase de crescimento, é comum comprar um tamanho um pouco maior do que o necessário para que a sapatilha possa ser aproveitada por mais tempo.

Considerando todos esses efeitos, eu sempre indico, principalmente para crianças, que você escolha dois números a mais do que a numeração que a bailarina usa para calçados comuns.

Ou seja, se ela usa 29 nas numerações de tênis, então a sapatliha pode ser a número 31!

“Mas Andressa, tem certeza de que não vai ficar grande?”

Na verdade, vai ficar um pouquinho sim! E está certo! Justamente para levar em conta o encolhimento na lavagem, e também o ritmo de crescimento da bailarina.

“E ao ficar grande, não tem perigo de sair do pé?”

A sapatilha foi pensada para isso não acontecer. Perceba que a sapatilha meia ponta sempre vai ter um (ou dois) elásticos próximos ao tornozelo. Esse elástico fica por cima do pé, evitando que a sapatilha saia pelo calcanhar.

Mas não exagera! Se você comprar três números a mais, pode acontecer de a sapatilha sair, não pelo calcanhar, mas pelo peito do pé, onde começam os dedinhos. Fora que a criança fica com o pé com um aspecto de pé de pato, um pouco estranho rsrsrs

 

MODELOS E MATERIAIS DA SAPATILHA

Mesmo se tratando de sapatilha meia ponta, existe mais de um modelo que você pode escolher, dependendo do material de fabricação e outras coisas. Vou falar dos principais:

 

Sapatilha de Korino (couro sintético)

Essa é a menos indicada, qualquer que for a situação. Por que, apesar de ser fácil de limpar (um pano úmido geralmente basta),  ela tem menor durabilidade. Com o tempo, vai craquelar (pequenas rachaduras) e não vai dar mais para usar além de ficar feia!

 

Sapatilha de Glitter (lona glitterizada)

As crianças AMAM a sapatilha de glitter. E as mamães também, né? Muito bem, essa sapatilha é feita de LONA, com glitter colado.

Preste bastante atenção na marca que for comprar, para não comprar uma sapatilha que o glitter saia muito fácil! Além de perder toda a graça, vai sujar por onde a sapatilha passar – na aula, na bolsa, na casa…

Ah, e por ter glitter, eu não indico a você lavar essa sapatilha, ok?

 

Sapatilha de Lona (provavelmente é essa que você precisa)

A Meia Ponta mais usada por bailarinas no mundo inteiro. Bonita, simples, e tem custo baixo.

Na verdade é até bom pensar em ter dois pares, digamos, para poder usar um na segunda feira e lavar, sem se preocupar se vai mesmo secar na terça porque precisa estar pronta para usar na quarta. E se você esquecer de lavar na segunda? Aí ferrou né…

 

Sapatilha de Stretch (elastano, lona flexível)

Quando você usa a sapatilha de stretch, dificilmente vai querer voltar para a sapatilha de lona. Ela é mais confortável, e eu vou explicar por que:

1) Ela é toda forrada por dentro;

2) Ela é feita com uma mistura de lona com elastano,  isso significa que ela é mais macia e se molda melhor ao pé durante os movimentos! Parece besteira mas isso mas bastante diferença, viu?

3) Você não precisa amarrar o elástico da frente, ele já é embutido então ao calçar a sapatilha eu pé já vai estar firme;

4) Ela tem dois elásticos que seguram no tornozelo, em forma de X. O bom disso é que elimina qualquer incômodo que a bailarina possa ter no tornozelo por conta do elástico, pois por ser em formato de X ele segura o tornozelo pelas laterais.

SOLA DIVIDIDA OU SOLA INTEIRA?

“Ahn? Não entendi nada, Andressa…”

Calma, rsrsrs vou explicar: É que no ballet, a sola da sapatilha meia ponta pode ser inteira, ou pode ser só nos dois principais pontos de contato do pé com o chão: abaixo do peito do pé e calcanhar.

Foto de sapatilhas com sola inteira e sola dividida
Agora ficou mais fácil, né? Créditos: BalletGuide

Com essa foto ficou mais fácil entender, né? Ok, mas qual escolher? Vamos direto ao ponto: escolha a sola dividida. Isso porque a sola inteira acaba sendo algo que deixa a sapatilha mais dura, dificultando o movimento do pé principalmente ao subir na meia ponta.

OUTRAS CONSIDERAÇÕES

Muito bem! Com o que vimos até agora você pode escolher uma boa sapatilha meia ponta para você praticar ballet. Separei aqui abaixo algumas dúvidas que normalmente surgem principalmente quando as mamães precisam de uma sapatilha para suas mini-bailarinas, dá uma olhada:

O que são esses elásticos que ficam na frente?

Esses elásticos são as duas pontas de um elástico que fica em volta do pé da bailarina. Primeiro você calça a sapatilha, e depois puxa as duas pontas. Perceba que ao puxar, a sapatilha vai “abraçar” o pé, ficando no formato ideal. Mas atenção! Ao puxar esse elástico, vai ser difícil fazer ele voltar ao que era antes. Então só puxe quando estiver calçando. Observação: na sapatilha de stretch você não precisa dar nó, o elástico fica escondido e já tensionado.

Qual cor escolher?

Provavelmente a tia do ballet definiu regras quanto às cores do uniforme, então você deve consultar ela. Mas é muito provável que seja rosa ou preto. Normalmente rosa é para crianças menores, e preto para crianças maiores e adolescentes.

Tem diferença na sapatilha do pé direito para a sapatilha do pé esquerdo?

Quando a sapatilha é nova, não tem! Quando for usar pela primeira vez anota com uma caneta na parte de dentro, com um “D” e um “E” em cada uma para não se perder. Por que ao puxar o elástico, e até mesmo com o tempo, a sapatilha vai pegar o formato do pé e vai ficando mais confortável.

E aí, o que achou desse guia? Ficou alguma dúvida? Posta aqui embaixo nos comentários o que você achou, e se tiver alguma pergunta pode escrever também que eu te respondo! Um beijão e um ótimo ballet para vc!

Deixe uma resposta

Ganhe R$ 20 Off!

Cadastre-se e receba o cupom por email:

Quer R$ 20 de desconto na sua primeira compra?

Preencha os dados e receba o cupom por email!

*Válido para um pedido por CPF, valor mínimo de R$ 100,00.