4 Coisas Que Você Não Sabe Sobre o Ballet Infantil

O mundo cor de rosa do ballet encanta e atrai cada vez mais crianças com o desejo de serem grandes bailarinas. Para muitos pais, é muito conveniente, pois enxergam no ballet uma atividade física que pode ser saudável para seus filhos.

Para quem não está familiarizado com o ambiente do ballet, a primeira impressão é que as aulas de ballet infantil são uma grande brincadeira. Tudo muito divertido e lúdico, o que deixa as pequeninas ainda mais animadas e os pais satisfeitos por verem seus filhos se movimentando e felizes gastando energia.

Em uma pesquisa informal que fizemos com mamães e papais de bailarinos, 72% dos pais expressaram o desejo de compreender melhor os benefícios que o ballet traz para as crianças e como funcionam as aulas de ballet infantil, visto que muitos não conhecem o meio.

Por conta disso, hoje vamos esclarecer os benefícios do ballet clássico e como funcionam as aulas de ballet infantil.

Por quê as aulas de ballet para crianças são tão lúdicas?

O Ballet clássico é rico em terminologias complexas, passos e movimentos que exigem um físico preparado, requer muita disciplina, repetição e dedicação. Agora, já pensou a professora chegar em uma sala com 15 crianças na faixa dos 5 anos falando passos em francês exigindo que todas fiquem em silêncio e postura? Eu imagino que muitas ficariam traumatizadas, chorariam e nunca mais iam querer saber de ballet em suas vidas rsrs.

Assim como na vida passamos por um processo de aprendizado, iniciando quando crianças aprendendo o básico das cores, desenvolvendo coordenação motora para escrita e aprendendo a ter conhecimento por meio de histórias educativas, no ballet não é diferente.

O lúdico no ballet estimula a criatividade e imaginação das crianças e uma forma muito eficaz para inseri-las no universo do ballet de uma maneira divertida e de fácil compreensão para elas.

Mas e as “brincadeiras”, para que servem?

As “brincadeiras” na verdade são exercícios, cada um com uma finalidade que vai contribuir na vida da criança quer ela continue no ballet ou não, pois o resultado traz benefícios para a saúde física.

Algumas atividades trabalham especificamente no desenvolvimento da coordenação motora, outras ensinam as crianças a desenvolverem noção de espaço, além de aumentar a resistência corporal e flexibilidade. Alguns exercícios trabalham equilíbrio e os reflexos além é claro de trabalhar a tão desejada postura de bailarina.

Além dos benefícios para a saúde física, o que mais o ballet pode beneficiar minha filha (o)?

Algo muito importante que muitos desconhecem é que o ballet não treina apenas o físico, ele faz muito bem para a cabeça!

Nas aulas também é trabalhado a musicalidade e memória, é muito comum bailarinos que possuem “memória fotográfica”, pois os exercícios exigem treino de memorização rápida o que acaba ajudando muito nos estudos da escola também.

E é inegável a melhora na autoestima de quem prática esta arte, que revela ao dançante desde criança até aos adultos o quanto é possível se superar quando se tem dedicação.

As aulas são preparadas para incentivar o desenvolvimento social da criança, estimulá-la a fazer amigos e expressar seus sentimentos e ideias sem medo de errar de uma maneira natural, respeitando sua personalidade.

Se minha filha (o) fizer ballet ela será mais disciplinada (o)?

A disciplina tem muito haver com a personalidade de cada pessoa, mas é algo que é possível se adquirir quando há organização e empenho.

 No ballet clássico a disciplina é aplicada  desde à roupa de ballet, coque bem preso, sapatilha de ballet bem amarradas.

As aulas seguem um padrão organizado e o aluno em todo tempo aprende como deve se portar durante as aulas, existe um estímulo de respeito ao próximo e ao professor.

Você já deve ter visto no final da aula os alunos fazendo “Reverence” que nada menos é que um agradecimento ao professor pelo ensino compartilhado. Bacana né?

O ballet é considerado uma das atividades físicas mais completas que existe. Aqui especificamos a maneira como é trabalhado nas aulas das crianças, mas os benefícios se estendem para todas as idades.

Conforme a criança vai crescendo e avançando na idade, o formato das aulas mudam também, normalmente a partir dos 07 anos de idade é iniciado o trabalho mais técnico no desenvolvimento dos movimentos do ballet, e a cada ano que a bailarina avança os trabalhos em tudo o que citamos é intensificado, estimulando a criança a se superar cada vez mais.

Assim que a criança inicia o ensino regular de ballet clássico, são oito anos de estudo contínuo para que ela se forme uma bailarina ou bailarino. E caso ela resolva seguir carreira profissional, não para nunca rsrsrs.

Espero que tenham gostado de entender um pouco mais sobre esse universo lindo que é o ballet clássico. Não esquece de compartilhar esse post no grupo das mamães, elas vão gostar também! Ah e se ficou com alguma dúvida é só falar que respondemos com muito carinho.

Uma ótima semana para todos e até a próxima.

Bjs da Tia DeDê!

Deixe uma resposta

Nós usamos cookies para melhorar sua experiência na Amora Ballet.